Animais de estimação no condomínio, pode?

Animais de estimação em condomínios sempre foi um assunto polêmico. De um lado, moradores que não abrem mão de ter pets. Do outro, moradores que não gostam ou têm medo de animais e que desejam que os mesmos sejam proibidos no local.

Mas afinal, um condomínio pode proibir os animais?

Segundo o artigo 5º, XXII da Constituição Federal todos têm o direito de propriedade e, proibir animais no interior de apartamento estaria violando essa regra. Portanto, desde que o animal não cause riscos à saúde ou segurança dos demais moradores, não tire o sossego da vizinhança e que seu dono respeite as normas estabelecidas nas áreas comuns do condomínio, não é permitido a proibição de animais.

O que os donos de pets devem saber:

É importante que o animal passeie, pois isso evita que ele fique latindo ou miando por estar estressado. Mas lembre-se: os animais não devem circular pelos corredores ou outras áreas sozinhos ou sem coleiras;

Ande sempre preparado para recolher as necessidades do seu bichinho;

Use o elevador de serviço quando for passear com seu animal. Se necessário, ele deve estar com focinheira nas áreas comuns.

Para os outros moradores:

– Não restrinja o direito do outro. É importante entender que o animal faz parte da família de alguém. Portanto, tenha paciência e respeito.

Sabemos que todos devem prezar para que a boa convivência seja mantida e por isso o respeito e o bom senso é primordial por ambas as partes envolvidas, para que assim todos fiquem livres de conflitos.